Lições bíblicas

REFLEXÃO DOMINICAL - ANO B

Ano A | Ano B | Ano C | 

III Domingo da Páscoa

No evangelho deste III Domingo da Páscoa somos designados como «testemunhas» dos acontecimentos de Jesus Cristo. Isto é, somos chamados a envolver-nos de tal modo na história e na vida de Jesus, a ponto de a fazermos nossa, para a transmitir aos outros, não através de discursos inflamados ou esgotados, mas com a vida!

II Domingo da Páscoa

É nesta esperança viva que o Senhor nos convoca e é pela sua grande misericórdia manifestada pela sua Ressurreição que ganhamos folgo para nos enchermos da verdadeira Alegria, esta mesma alegria que é provada e submetida às intempéries da vida

Domingo de Páscoa

Celebrar a festa da Páscoa é professar publicamente que Jesus está vivo e a bela história de amor que Ele começou, continua a ser escrita por mim e por ti, por todos os batizados. Sejamos todos portadoras da Boa Nova.

Sexta-feira Santa

Hoje, ao celebrarmos Sexta-feira Santa, temos em conta todas estas cruzes. E valorizamo-las porque Jesus acabou a sua vida numa Cruz. E é essa que dá sentido às nossas. É claro que não as procuramos, mas também não as ignoramos, não as desprezamos nem recusamos.

Quinta-feira Santa

Toda a espiritualidade deste dia, 5ª feira Santa, convida o cristão a ir beber à fonte do mistério eucarístico que é Cristo: foi Ele quem instituiu a Eucaristia, foi Ele quem inaugurou o sacerdócio da Nova Aliança, foi Ele quem deixou aos seus seguidores o legado do amor e do serviço, que simbolicamente a Igreja representa no rito do lava-pés.

Domingo de Ramos

No relato da paixão em São Marcos, admiramos um Jesus que permanece em silêncio, abandonado por todos, em estreita união ao Pai a quem chama “abbá”, (que em aramaico, quer dizer papá ou paizinho) e que leva a uma impressionante proclamação de fé por parte de um pagão, o centurião romano: “Verdadeiramente este homem é o Filho de Deus”.

V Domingo da Quaresma

Quando alguém tem o desejo de ver Jesus, isso pode ser o início de uma grande surpresa. Com efeito, nos dias de hoje, a indiferença religiosa tem necessidade de um copo de sede em ordem a um copo de água. O simpatizante que, pela mediação da Igreja, desperta para a fé, tem pela frente um misterioso caminho na descoberta do mistério de Cristo.

IV Domingo de Quaresma

Jesus: sim ou não? Crer ou não crer: aceitar ou não aceitar; ouvir ou não ouvir. A pessoa de Jesus atravessa a história. De um modo ou de outro, é rara a pessoa que não se cruza com Ele e sinta obrigação de fazer uma escolha, clara ou implícita: sim, não, talvez, deixa para lá, não me incomodes, não me interessa.

III Domingo da Quaresma

A atitude de Jesus, narrada no Evangelho de hoje, exorta-nos a levar a nossa vida não à procura de benefícios ou interesses pessoais, mas a glória de Deus, que é o amor. Somos chamados a ter sempre presentes aquelas palavras incisivas de Jesus: “Tirai tudo isto daqui; não façais da casa de meu Pai casa de comércio!” (v. 16)

II Domingo da Quaresma

Estamos na 2ª etapa desta grande “maratona” espiritual que mobiliza toda a Comunidade cristã para a celebração da Páscoa. Os textos de hoje dizem-nos como Deus se dá a conhecer, se vai revelando gradualmente e sempre a partir da experiência pessoal daquele a quem se revela.

I Domingo da Quaresma

Estamos a celebrar o primeiro domingo da quaresma. Este domingo está marcado por palavras fortes, tais como: Aliança, Compromisso, Missão, Conversão, Deserto… todas estas palavras conduzem-nos a um encontro profundo com Deus. Para tal necessito sair do meu isolamento e das minhas lamentações para ir ao encontro de Deus.

VI Domingo do Tempo Comum

Em tempo de pandemia, cujo caminho nos coloca diante de tantas questões, dúvidas, sacrifícios e onde se pode dar o risco de encontrar soluções que não passam de amarras de solidão, o encontro do leproso com Jesus permite-nos identificar alguns sinais da vitalidade da nossa fé em tempo de confinamento.

V Domingo do Tempo Comum

A narração evangélica de S. Marcos apresenta-nos uma intensa jornada de Jesus que, acompanhado dos seus primeiros discípulos cura a sogra de Simão e uma multidão de gente atormentada no corpo ou na alma. Uma jornada de libertação integral do Senhor, sustentada por uma demorada oração em lugar isolado e silencioso, apesar da multidão que O procura, não se deixando prender, para ir mais longe, a outros lugares e a outras pessoas igualmente necessitadas de cura e de vida plena.

IV Domingo do Tempo Comum

Jesus dedicava uma grande parte do seu tempo, não apenas a anunciar o Evangelho, mas a acolher todos os que eram atingidos por qualquer mal ou qualquer doença. Ele consolava, curava, aproximava-se de todas as misérias humanas. E, naturalmente, as suas obras contribuíam para que as suas palavras também fossem bem acolhidas.

III Domingo do Tempo Comum

Como é atual a Palavra deste Domingo da Palavra! A pandemia está a clamar a necessidade de uma conversão radical. De uma profunda mudança de mentalidade. A pandemia veio evidenciar os errados caminhos desta sociedade. Temos vivido como que adormecidos e satisfeitos com nossos pensamentos e ações egoístas; com nossa lógica cómoda e hedonista, na procura da auto-satisfação estéril.

II Domingo do Tempo Comum

A nossa vida em Deus não é muito diferente da vida destes primeiros discípulos. Também nós vivemos nesta rede social chamada mundo. Também nós procuramos um sentido que ilumine a nossa história. Também nós buscamos um mestre a quem seguir. Como cristãos temos a missão de ser influencers de Deus

Domingo do Batismo do Senhor

Esta festa é uma bela oportunidade para refletir sobre o significado do nosso próprio batismo e para renovar os compromissos que nele assumimos, bem como para dar graças a Deus pelo grande dom de sermos seus filhos.

Solenidade da Epifania do Senhor

Epifania significa manifestação do Senhor. Esta solenidade revela-nos uma salvação que vem de Deus, não dos nossos esforços humanos, mas do poder de Deus. E é uma salvação universal, que não exclui ninguém.

Solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus

Hoje, primeiro dia do ano civil, é o dia da esperança, do sonho, do futuro. Diante de uma criança recém-nascida, todos os sonhos são legítimos. E, mais ainda, quando essa criança tem o nome de Jesus, o Príncipe da Paz. Por isso, no início de cada ano, voltamos a sonhar com aquilo de que mais precisamos: a PAZ.

Festa da Sagrada Família

É fácil de perceber porque é que o Papa Francisco diz que, ao falar das famílias, muitas vezes “lhe vem à mente a imagem de um tesouro”. Este tesouro é-nos revelado na contemplação da Sagrada família, pois, no dizer de Paulo VI, “aqui se aprende o que é a família, a sua comunhão de amor, a sua austera e simples beleza, o seu caráter sagrado e inviolável”

D. Augusto César

Bispo emérito (vicentino)

Albertino Gonçalves

Padre Vicentino

Álvaro Cunha

Padre Vicentino

Bruno Cunha

Padre Vicentino

Carlos Moura

Padre Vicentino

César Mendes

Padre Vicentino

Fernando Soares

Padre Vicentino

Gonçalo Fernandes

Padre Vicentino

João Maria Lemos

Padre Vicentino

João Soares

Padre Vicentino

José Alves

Padre Vicentino

José Carlos

Padre Vicentino

Luciano Ferreira

Padre Vicentino

Manuel Martins

Padre Vicentino

Mário Ribeiro

Padre Vicentino

Nélio Pita

Padre Vicentino

Pedro Guimarães

Padre Vicentino

SOBRE NÓS

S. Vicente de Paulo, o santo da Caridade, é o fundador da Congregação da Missão. Presentes em todo o mundo, estamos em Portugal desde 1717. Talvez nos conheça como Padres Vicentinos, Lazaristas ou Padres da Missão.

LOCALIZAÇÃO

(+351) 213 422 102 | 217 263 370

 

Estrada da Luz, 112-1º

1600 - 162 Lisboa

 

comunicacaoppcm@gmail.com 

CONTACTE-NOS
APONTADORES
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube

© 2020 por Província Portuguesa da Congregação da Missão.