ENTRE EM CONTACTO CONNOSCO
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Ícone
  • Cinza ícone do YouTube
LOCALIZAÇÃO

(+351) 213 422 102 | 217 263 370

 

Estrada da Luz, 112-1º

1600 - 162 Lisboa

 

comunicacaoppcm@gmail.com 

S. Vicente de Paulo, o santo da Caridade, é o fundador da Congregação da Missão. Presentes em todo o mundo, estamos em Portugal desde 1717. Talvez nos conheça como Padres Vicentinos ou Padres da Missão.

SOBRE NÓS

© 2019 por Província Portuguesa da Congregação da Missão. 

Ser vicentino
FORMAÇÃO - o testemunho
VOCAÇÃO VICENTINA

A Formação - o testemunho

A vocação vicentina é seguir Jesus Cristo evangelizador dos pobres. São Vicente e a comunidade que à sua volta se formou, deixaram-nos recomendações, orientações, estruturas para ajudar os missionários a viver a sua vocação. Destacam-se entre elas as “cinco virtudes”: simplicidade, humildade, mansidão, mortificação e zelo; e a vivência dos “quatro votos”: estabilidade (um compromisso para toda a vida a servir os pobres dentro da Congregação), castidade no celibato, pobreza e obediência. 
 
O Vicentino procura revestir-se do Espírito de Jesus Cristo para adquirir a perfeição correspondente à sua vocação: dedicar-se à evangelização dos pobres, sobretudo os mais abandonados, ajudar na formação de clérigos e leigos para uma participação mais plena na Igreja e na evangelização. 

Caminho Vocacional

Para ingressar na Província Portuguesa da Congregação da Missão, o candidato deve participar em encontros de orientação vocacional. Este será um período, mais ou menos longo, dependendo das condições e idade do aspirante, do conhecimento mútuo, da partilha de experiências, do acompanhamento pessoal e do contacto também com a família e com a sua comunidade cristã de origem.


Aspirantado

Depois de percorrer o caminho de orientação vocacional, caso o candidato descubra o desejo de conhecer mais o carisma vicentino, é convidado a conhecer alguma comunidade da Congregação. Essa etapa destina-se a que o candidato conviva com os missionários vicentinos, a fim de ir avaliando se há uma verdadeira identificação com o carisma e missão.

Postulantado

Esta etapa é normalmente de dois anos; neste período o candidato passa a ser considerado oficialmente em formação e deve viver numa comunidade formativa. É o tempo útil e oportuno para aprofundar a opção vocacional inicial e preparar-se para o Seminário Interno (noviciado). Durante este período inicia os estudos filosófico-teológicos.


Seminário Interno (Noviciado)

É o período em que o candidato tem possibilidade de iniciar a experiência religiosa vicentina. Tem a duração de um ano. Nesse período o “noviço” aprofunda as motivações da sua opção, averigua a sua idoneidade, e orienta-se para o dom de si a Deus, na vida religiosa e na vivência do carisma missionário à maneira de São Vicente de Paulo. Ao concluir o Seminário Interno emite o “Bom Propósito” (primeiros votos) de estabilidade, castidade, pobreza e obediência.


Estudantado

Pós-noviciado - Nesta etapa, o Consagrado, continua e/ou conclui a primeira fase dos seus estudos teológicos. Além do trabalho académico, vai aprofundar a sua vida de fé, a cultura e o humanismo cristão, visando o amadurecimento da sua Consagração Religiosa.


Experiência pastoral

Nessa etapa, o vicentino tem a oportunidade de fazer experiência de vida apostólica e missionária. Consolida a formação teológico-pastoral, a experiência formativa de vida em comunidade, de serviço aos pobres e acompanhamento pastoral. É um ano marcado sobretudo pela formação prática e pelo desenvolvimento do sentido pastoral e missionário. 

O Chamamento - o testemunho

O Discernimento - o testemunho

O Caminho - o testemunho