CULTURA
Partilhar
  • Facebook - círculo cinza
whatsapp_edited.png
email_edited_edited.png
Algo que se encontra - Parte I

Algo que se encontra - Parte I

Pode ser, precisamente, pela ruptura dessa fronteira que toda a arte verdadeira e, deste modo, toda a escultura verdadeira possam, somente, por isso, tornarem-se possíveis.

Carolina Serrano
18 de maio de 2022
Sentados na soleira

Sentados na soleira

Tantas vezes passava esta soleira e só quando lá me sentava conseguia usufruir totalmente deste vazio no meio das pedras, empilhadas com a sabedoria das mãos – não apenas pelo espaço que aí descobria, mas também por me permitir contemplar ao mesmo tempo, e com um pé de cada lado, dois mundos tão diferentes.

João Valério
13 de abril de 2022
Shilpa Gupta, Tacita Dean e Salomé Lamas: quando a arte ecoa espiritualidade

Shilpa Gupta, Tacita Dean e Salomé Lamas: quando a arte ecoa espiritualidade

Gupta, Dean e Lamas são três artistas contemporâneas que tenho acompanhado nos últimos tempos e às quais vale a pena dar especial atenção neste caminho de quarenta dias no deserto.

Francisca Gigante
16 de março de 2022
O que nos pode(ria) dizer S. Tomás de Aquino sobre a atual conjuntura política

O que nos pode(ria) dizer S. Tomás de Aquino sobre a atual conjuntura política

Pai de uma filosofia própria que tentou conciliar o pensamento aristotélico com cristianismo, Tomás de Aquino deixou uma marca indelével no campo teológico que, de resto, teve aplicação concreta no direito e no campo da atuação política estadual. Ao ser assim, o que nos pode(ria) dizer, hoje, São Tomás, sobre esta conjuntura política?

João Andrade Nunes
09 de fevereiro de 2022
Por vezes a vida parece-nos lenta

Por vezes a vida parece-nos lenta

“Arranquei as plantas secas do vaso do parapeito da janela. Dois crisântemos. Secos. Não sei o que os matou. Quando os puxei, vi raízes fortes e abundantes.”

Carolina Serrano
12 de janeiro de 2022
Paisagem flutuante

Paisagem flutuante

Suspiramos na procura de uma outra cidade que nos arrebate, que nos tire os pés do chão como Veneza o faz, mas até aqui ainda não a encontrámos. (Escrevam-me quando a encontrarem!) O Mar Adriático tem algo de estrondosamente especial.

Francisca Gigante
17 de novembro de 2021
Imagens de uma Igreja peregrina

Imagens de uma Igreja peregrina

Por fim reconhecemos a mesa da refeição terminada, só com os pratos pousados ao acaso, os talheres espalhados, os restos de comida. “O vestígio: A toalha suja, testemunha da desordem. Entre espaço e tempo. O palimpsesto.”

João Valério
20 de outubro de 2021
Algumas considerações sobre a teologia negativa e a arte

Algumas considerações sobre a teologia negativa e a arte

“No final, a experiência ultrapassa a obra, e esta passa a ser uma experiência connosco mesmos. Ela somente abre passagem, desobstrui o caminho. Não nos é dada alternativa, senão a de tomarmos nós próprios a posição da pergunta, encarnarmos esse lugar interrogativo.”

Carolina Serrano
22 de setembro de 2021
Arquitectura, espaço sideral e fé

Arquitectura, espaço sideral e fé

Vivemos numa imensidão praticamente desconhecida e para conseguirmos viver precisamos de encontrar pontos de referência no espaço que nos rodeia.

João Valério
25 de agosto de 2021
FITA Magazine: a nova revista internacional de artes e cultura

FITA Magazine: a nova revista internacional de artes e cultura

A FITA Magazine apareceu como um eco da plataforma de emprego Friends In The Arts, que procura abrir todas as portas para os milhares de artífices e agentes culturais na procura de oportunidades de trabalho.

Francisca Gigante
28 de julho de 2021
Um santo popular sob o olhar desconcertante de Richard Strauss

Um santo popular sob o olhar desconcertante de Richard Strauss

Variadas podem ser as leituras efetuadas a partir desta ópera de Strauss. Contudo, uma coisa é certa: todas estas representações sobre a vida de João Batista, da mais erudita à mais popular, mostram-nos, com total transparência, que a mesma água é capaz de matar várias sedes.

João Andrade Nunes
30 de junho de 2021
100 ano de Joseph Beuys (1921-1986) - o mito

100 ano de Joseph Beuys (1921-1986) - o mito

Contudo, um artista que escolheu encarnar a missão de curandeiro, de profeta, de professor, de psicopompo e de lutar pela cura através da arte, carrega consigo um múnus incomensurável. É por isso que, muitas vezes, os heróis são mal compreendidos: saem da floresta com ouro nas mãos e este transforma-se em cinzas.

Carolina Serrano
02 de junho de 2021
Mesa Redonda
Missão onlife:
Cultura
Sociedade
Casa comum
Missão