FITA Magazine: a nova revista internacional de artes e cultura

A FITA Magazine apareceu como um eco da plataforma de emprego Friends In The Arts, que procura abrir todas as portas para os milhares de artífices e agentes culturais na procura de oportunidades de trabalho.

FITA Magazine: a nova revista internacional de artes e cultura

Francisca Gigante

28 de julho de 2021

Durante o mês de abril, o mundo das artes e cultura assistiu ao aparecimento de uma nova revista, que promete levar a criatividade e engenho a todos os ateliers, galerias, museus e universidades. A FITA Magazine apareceu como um eco da plataforma de emprego Friends In The Arts, que procura abrir todas as portas para os milhares de artífices e agentes culturais na procura de oportunidades de trabalho.

Inúmeros artigos, entrevistas, investigações, obras de arte e poemas chegaram à redação oriundos do Canadá à Austrália. A possibilidade de divulgar talentos ainda desconhecidos do grande público ao lado de grandes nomes internacionais encheu toda a equipa de alegria e motivação. A capacidade de sonhar e poder concretizar uma publicação física deixou cada participante totalmente rendido.

Neste primeiro volume, o leitor é levado numa empolgante viagem de gôndola pelos canais de Veneza, onde nasce a FITA - Friends In The Arts, numa homenagem à sereníssima cidade que completa 1600 primaveras em 2021. A temática dedicada na primeira edição foi o “Atlas Invisível”, a arte sem fronteiras ou limites. Através do olhar de Italo Calvino e Jorge Luís Borges, o leitor é guiado pelas correntes da História e da Arte, que banham a imaginação.

Entre os portentosos contributos de mestres da literatura, história, pintura, escultura, cinema, desenho, teatro, fotografia e música encontram-se nomes como José Bernardo da Fonseca, Ricardo Ramos Gonçalves, Maysa Aquino, Juliana Matsumura, Mikha-ez, Beatriz Arce Adrados, Anouchka Gerard, Sophia, Throuvala, entre muitos outros.

Para além disso, foram entrevistadas figuras proeminentes da cultura que já fazem parte da História Contemporânea. Alberto Manguel, o inesquecível estudioso apaixonado pela leitura, que doou a sua biblioteca pessoal à cidade de Lisboa. Amor Towles, o magnífico romancista, que vive no passado através da vida dos seus personagens. O escultor engenhoso Léo Caillard, epíteto máximo do revivalismo do estilo artístico da Antiguidade Clássica. Nick Waterhouse, músico de incontáveis talentos, que acabou de lançar o álbum “Promenade Blue”. Mas os artífices são tantos que seria impossível falar de todos.
Agora a FITA Magazine está nas livrarias, quiosques, museus e nas mãos de todos os leitores, para que possam testemunhar este manifesto da democratização do emprego nas artes e cultura.

Os primeiros passos desta revista bianual tiveram como propósito apresentar um lugar plural, onde todos estão representados. Por isso mesmo, foi lançado um segundo Open Call, que termina apenas no dia 29 de agosto, depois de um estrondoso sucesso.

Privilegia-se, no segundo volume da FITA Magazine, os jardins do mundo, a pureza da natureza e o ar livre. Caminha-se desde o Parque Wivenhoe de John Constable até aos Jardins de Joaquin Sorolla do Alcazar Real de Sevilha. Lugares míticos, repletos de segredos cativantes. São estes jardins de paisagens vastas, dos lugares mais recônditos da terra, que compõem uma constelação, convidando à contemplação através da arte.

Mesa Redonda 
Missão onlife:
Cultura
Sociedade
Casa Comum
Missão