FAMÍLIA VICENTINA

Muitos são aqueles que continuam a dar vida ao carisma instituído por Vicente de Paulo há 400 anos. Uma família que vai crescendo ao longo da história, procurando actualizar o carisma vicentino à luz dos sinais dos tempos. Em Portugal, esta Família constitui-se com os seguintes ramos: 

aic.png
ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DAS CARIDADES

Atento ao clamor dos pobres, em 1617, S. Vicente de Paulo funda as Confrarias da Caridade, maioritariamente constituídas por mulheres (é de notar que foi esse o primeiro grupo leigo deste género). Hoje conhecemos essas Confrarias da Caridade como AIC. Tal como no momento da fundação, a sua finalidade é profunda comunhão com Jesus Cristo e a sua santa Mãe, visível na assistência aos pobres doentes, corporal e espiritualmente. Para isso, os diversos grupos assumem uma concreta luta contra a pobreza, prestando atenção especial à pessoa do pobre; uma contínua atenção aos sinais dos tempos; uma promoção e defesa dos direitos humanos; e com acções em prol da transformação cultural.

SAIBA MAIS >>

filhas da caridade_edited.png
FILHAS DA CARIDADE

S. Vicente de Paulo, preocupado com a extrema pobreza que via à sua volta, em colaboração com S. Luísa de Marillac, funda a Companhia das Filhas da Caridade. A 23 de Novembro de 1633, Santa Luísa e S. Vicente juntamente com Margarida Naseau fazem da Caridade uma acção diária, permanente e de entrega total: A partir das Confrarias da Caridade, nasce um grupo de mulheres que, consagradas, vão pelas ruas ao encontro de Deus no rosto dos mais pobres...

 

Rapidamente o espírito da caridade se tornou missionário e as Filhas da Caridade foram chegando, ano após ano, aos mais diversos continentes e países. Estabelecem-se em Portugal no ano de 1858 e estão, hoje, presentes em todo o país procurando actualizar o carisma vicentino através das mais diversas obras... 

SAIBA MAIS >>

amm-logo.png
ASSOCIAÇÃO DA MEDALHA MILAGROSA

Em 1830 Catarina Labouré foi surpreendida pelas visitas de Nossa Senhora na Capela da Rue du Bac em Paris. Dessas aparições  nasceu a Medalha Milagrosa cujo uso se espalhou rapidamente por todo o mundo. «Usai esta Medalha com confiança. As graças serão concedidas em abundância a quem a trouxer ao pescoço». Partindo destas aparições, em 1909 foi constituída a Associação da Medalha Milagrosa, que foi aprovada pelo Papa Pio X.

 

Actualmente, os 800 000 membros da Associação encontram-se em 83 países. Em Portugal, desde 2002 existem aproximadamente 1 000 membros: 8 núcleos espalhados pelo Continente e Madeira; 3 núcleos em comunidades portuguesas no exterior: USA, Austrália e África do Sul. 

SAIBA MAIS >>

jmv.jpg
JUVENTUDE MARIANA VICENTINA

A JMV nasceu em 1847 sob influência das aparições de Nossa Senhora a Santa Catarina Labouré em 1830. Para quê? Para formar os jovens na vivência de uma fé sólida no seguimento de Jesus Cristo Evangelizador dos Pobres; Viver e orar como Maria na simplicidade e humildade; Suscitar, animar e manter o espírito missionário na Associação, sobretudo através  de experiências missionárias entre os mais pobres e os jovens;

Preparar os seus membros, individual e comunitariamente, para  colaborarem na sociedade, seguindo as orientações da Igreja universal e local.

 

Para concretizar esta identidade, a JMV procura contemplar a Vida para nela descobrir os sinais da Presença de Jesus Cristo e servir humildemente onde estiverem. Isto é visível no seu funcionamento como Associação que é: Eclesial, em comunhão com  a Igreja;

Laical, formada por leigos; Mariana, Inspirada por Maria; Vicentina, inspira-se no carisma de S. Vicente de Paulo, isto é, evangelização e serviço dos pobres.

 

Actualmente, a JMV encontra-se em 45 Países, espalhados pelos 5 continentes. Em Portugal estão divididos por 3 zonas: Norte, Centro, Sul.

SAIBA MAIS >>

ssvp2.jpg
SOCIEDADE DE SÃO VICENTE DE PAULO

A SSVP foi fundada pelo Beato Frederico Ozanam e cinco companheiros com o apoio de uma Filha da Caridade, Rosália Rendu, em 23 de Abril de 1833. O coração destes jovens batia mais forte diante da exclusão social e não conseguiram ficar indiferentes à pobreza que encontravam. Daqui até à fundação de um grupo socio-caritativo "foi um passo": Amar, partilhar e servir os mais desfavorecidos com humildade, espírito de pobreza, alegria, juventude, criatividade, dinamismo e ousadia. Para isso, servem através das visitas domiciliárias que são complementadas com outras obras; ajuda em alimentos; desenvolvimento em múltiplas estruturas: escolas, hospitais para os pobres, casas para idosos, orfanatos, etc...      

 

Actualmente, os 960 000 membros da Sociedade encontram-se em 135 países nos 5 continentes. Em Portugal, estão presentes em todas as dioceses.

SAIBA MAIS >>

Logo MPopulares.jpg
COLABORADORES DA MISSÃO VICENTINA

Nasceram em 1996 no seio da Congregação da Missão em Portugal com a finalidade de «seguir Jesus Cristo enviado do Pai, Missionário de Deus»: cultivar a convicção de que estar na Missão Vicentina é estar na Missão de Jesus Cristo.

 

Concretamente a sua missão passa por apoiar as Missões Populares, missão em Moçambique e a formação dos seminaristas vicentinos, através de: oração; participação nas Missões Populares; apoio económico; e outras formas de apostolado.

 

Actualmente, são aproximadamente 1 500 membros em Portugal, e estão presentes em várias regiões do país.